Página Inicial | Mapa da cidade | Telefones Úteis | Fale conosco | Webmail | Horoscopo e tarot | chat | Receber noticias
Notícias :
Previous Next
Dilma convida professor norte-americano Salman Khan para parceria em projeto na educação básica
Qua, 16 de Janeiro de 2013 07:10

A presidenta Dilma Rousseff recebeu hoje (16) o professor norte-americano Salman Khan. Segundo informou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, ela convidou o educador a firmar uma parceria na realização de pesquisas pedagógicas no país. O foco principal seria os anos iniciais da educação básica. O professor é fundador da Khan Academy, organização sem fins lucrativos com mais de 3,8 mil videoaulas gratuitas postadas na internet.

 

De acordo com Mercadante, a faixa etária recebe atenção especial do governo com o Pacto Nacional pela Educação na Idade Certa, acordo formal assumido pelos governos federal, do Distrito Federal, dos estados e municípios para a alfabetização até os 8 anos de idade. “A presidenta apresentou para Khan o pacto. Nada acontece se as pessoas não souberem ler e escrever. Temos grande potencial de uma parceria onde Khan está convidado a estabelecer participação conjunta para a alfabetização dessa faixa etária”.

O ministro afirmou que foi reforçada também a parceria com a Fundação Lemann, responsável pela tradução dos vídeos de Khan e divulgação em 200 escolas no estado São Paulo. A intenção do ministério é levar os vídeos aos professores de escolas públicas em todo o país. Os vídeos apresentam de forma didática conteúdos de física, química, matemática e biologia. De acordo com o ministro, são áreas de deficiência de conhecimento. A intenção é que os vídeos sejam apresentados aos professores para que eles possam melhorar as aulas e, se quiserem, mostrar os vídeos aos alunos.

Nesta manhã, Salman Khan realizou seminário no Ministério da Educação sobre a necessidade de rever o funcionamento do sistema educacional. O professor defende o uso de tecnologias, mas elas não podem atrapalhar o contato entre as pessoas. “O tempo em classe deve ser usado para a interação”, disse em coletiva após reunião com a presidenta.

Os vídeos produzidos pela Khan Academy são gratuitos e possuem mais de 6 milhões de acessos mensais. As aulas tratam de diversos assuntos. Além de matemática, física, química e biologia, foram gravadas aulas sobre história e história da arte, ciências da computação e economia. Os vídeos foram traduzidos em dez idiomas, entre eles o português e podem ser acessados no Portal do Professor, no site do Ministério da Educação.

Agencia Brasil