Página Inicial | Mapa da cidade | Telefones Úteis | Fale conosco | Webmail | Horoscopo e tarot | chat | Receber noticias
Notícias :
Previous Next
Cubatão: Alunos da UME Luiz Gustavo de Lima participam do Roteiro Histórico

Uma tarde diferente e com muita animação. Foi o que aconteceu na tarde desta quinta-feira, dia 10, no Roteiro Histórico, onde participaram 22 estudantes do segundo e terceiro ano da UME Luiz Gustavo de Lima, na Vila Natal. Os pequenos estavam pra lá de animados com a possibilidade de visitar locais que fazem parte da história de Cubatão, acompanhados pelas estagiárias de pedagogia, Cristina Cascardi e Maria Aparecida Rocha.

Cubatão: Alunos da UME Luiz Gustavo de Lima participam do Roteiro Histórico

O primeiro local visitado foi o Parque Anilinas, mais precisamente, a locomotiva da marca Henchel e Sohm, prefixo 915, fabricada em 1916, que se encontra no local. De acordo com o guia da Secretaria de Turismo, Arnaldo Dias de Mello, que acompanhou a turma, a locomotiva pertencia ao exército alemão e estava em um navio que se dirigia às colônias alemãs na África. A máquina foi apreendida pelo Brasil na Primeira Guerra Mundial e o vagão, na verdade, é um bonde originalmente puxado por burros na cidade de Santos. Fabricada em 1916, a máquina carrega outro fato curioso: possui um dispositivo especial na sua chaminé, que não permite o lançamento de brasas e fumaça.

No parque, os alunos conheceram ainda, uma das casas que fazia parte da Cia Anilinas e Produtos Chímicos do Brasil, uma das primeiras indústrias da região, fundada em 1916, no Centro de Cubatão, no lugar que, depois de sua falência em 1964, seria conhecido como Parque Anilinas.

A próxima parada foi na Igreja Matriz Nossa Senhora da Lapa. Lá os estudantes ouviram a história da imagem da Santa que dá nome a igreja. No Largo do Sapo, o guia Arnaldo falou aos estudantes a importância do lugar. “O Largo do Sapo é o lugar onde teria sido o início do processo de povoamento da cidade e espaço que abrigou também o Porto Geral de Cubatão, onde, na época do império, as mercadorias eram embaladas e subiam a Serra”, explicou.

O último lugar visitado foi o Cruzeiro Quinhentista, o primeiro dos Monumentos do Caminho do Mar. Nesta parada, os alunos tiraram fotos e aprenderam que o ponto, através de sua arquitetura e azulejos pintados, retrata a passagem dos jesuítas, a colonização da região e abertura do caminho através dos bandeirantes.

Para o aluno Kauan Almeida de Lira, de 8 anos, o passeio foi muito legal. “Aprendi muita coisa sobre os monumentos, o Anilinas e a história de Cubatão. Mas o que eu mais gostei foi de conhecer a história da Igreja Matriz”, comenta. Já a aluna, Gabriela Almeida Paiva, de 8 anos, que pela primeira vez foi ao Cruzeiro Quinhentista, ficou encantada com o passeio. “Fiquei sabendo de coisas que não conhecia, aprendi mais e isso foi muito importante”.

Depois da aula de história ao ar livre, os estudantes fizeram uma pausa para o lanche e seguiram para casa levando na bagagem, um pouco mais de conhecimento sobre a cidade onde residem.

Texto : Ana Borges

Secom Cubatão

 

Receber Noticias por email

Cadastre seu email no campo abaixo