Página Inicial | Mapa da cidade | Telefones Úteis | Fale conosco | Webmail | Horoscopo e tarot | chat | Receber noticias
Notícias :
Previous Next
Guarujá realiza terapia de grupo nas escolas

Proporcionar um ambiente para reflexão e troca de experiências. Este é o objetivo do Projeto Qualis – Qualidade de Vida e Saúde Psicológica ao Professor. Desenvolvido pela Prefeitura de Guarujá, por meio da Secretaria Municipal de Educação, nas escolas da rede, o projeto consiste em terapia de grupo.

Guarujá realiza terapia de grupo nas escolas

Coordenado pela Casa do Educador, o trabalho é desenvolvido em três fases: apresentação do projeto aos gestores da unidade escolar e aos professores; formação de grupos terapêuticos, que terão seis encontros; e avaliação do processo.

“A proposta é levar os professores à reflexão, focados em temas do cotidiano, como a relação com a escola e a família. Essa troca é riquíssima. Os professores não têm esse tempo, muitos desenvolvem jornada tripla. É um processo de confiança e entrega”, explicou o psicólogo Roberto do Rosário, coordenador do projeto Qualis.

O projeto é essencial pelo fato dos professores trabalharem diretamente com pessoas em formação. “Além de conhecimento teórico, lecionar exige equilíbrio emocional para lidar com as diversidades que se encontram no contexto escolar. Por esse motivo, buscamos criar um ambiente de escuta e trocas, que proporcione aos professores o desenvolvimento ou alcance de recursos internos que, por vezes, frente a situações estressantes, parecem esgotados”, disse Rosário.

Segundo o psicólogo, o trabalho melhora o rendimento profissional dos professores, pois potencializa a coletividade; a noção de equipe, como força de mudança; a equidade e a autonomia. “A escola terá a possibilidade de contar com profissionais que estarão buscando a qualidade de vida, o bem-estar e, consequentemente, uma produção intelectual mais acurada”, observou Rosário.

Atividade melhora relação com colegas e alunos

Implantado no ano passado, o Projeto Qualis já passou por duas unidades de ensino. No momento, é desenvolvido na Escola Municipal Sérgio Pereira Rodrigues. Os encontros, que começaram no dia 22 de março, terminam nesta quinta-feira (17).

A professora Regina Ribas de Souza Araújo é uma dos 16 profissionais da unidade de ensino integrados aos grupos terapêuticos. “O trabalho está sendo bastante revelador. É um momento de reflexão que acaba influenciando na vida profissional”, disse Regina. Para ela, o apoio dos colegas e o suporte psicológico estão sendo fundamentais: “Melhorou a nossa relação no ambiente de trabalho. Estamos mais unidos”.

Com 17 anos de magistério, sendo cinco exercidos nas escolas da rede municipal, o professor Dário dos Santos Oliveira revelou que se emociona durante os encontros. “É bom demais poder desabafar sobre coisas que acontecem com a gente. Andava muito estressado. Hoje, por exemplo, acabei de falar de coisas da minha infância, do meu pai. Saí emocionado. Falar da família é complicado, pois há coisas boas e ruins, mas a gente acaba confiando nos amigos”, contou.

Os encontros levaram o professor a refletir sobre as referências dos alunos. “Minha mãe era minha referência, guerreira, batalhadora. Às vezes, o aluno não tem essa referência e o professor acaba sendo a sua. Acho que estou me sentindo mais próximo dos colegas de trabalho e, sobretudo, dos meus alunos, observando mais o lado da criança”.

Segundo o psicólogo Roberto do Rosário, o projeto realizado nas escolas está aproximando os professores da Casa do Educador. “Alguns que ainda não conheciam estão procurando a Casa. É um processo de repensar a vida e o quanto cada um estava investindo em qualidade de vida”, avaliou.

 

Wanda Fernandes

Secom Guarujá

 

Receber Noticias por email

Cadastre seu email no campo abaixo