Página Inicial | Mapa da cidade | Telefones Úteis | Fale conosco | Webmail | Horoscopo e tarot | chat | Receber noticias
Notícias :
Previous Next
Terça, 22 Maio 2012 00:49

Com atraso nas obras da estação, prefeito de Ferraz de Vasconcelos pede intervenção do Estado Novo

Written by 
Rate this item
(0 votes)

O prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Dr. Jorge Abissamra reuniu a imprensa na tarde do dia 18 para registrar sua indignação com relação ao comportamento do consórcio TSJ que ganhou a licitação e deveria ser a responsável pela construção da nova estação da CPTM na cidade.

Com atraso nas obras da estação, prefeito de Ferraz de Vasconcelos pede intervenção do Estado

Para o prefeito a atuação da empresa beira a irresponsabilidade completa. “Estão completamente atrasados com relação ao cronograma inicial e não se percebe a evolução dos trabalhos e das etapas que já deveriam estar prontos a essa altura”, começou. Diante do projeto preliminar com base no qual se dá a licitação a própria passarela na estação provisória está longe do desejável. Ainda mais com a surpresa recente com o fato de valores destinados ao projeto de construção estar sendo usados para locação dos equipamentos de acesso.

O prefeito já havia registrado a reclamação na semana passada e preveniu os interlocutores que continuaria se queixando. Na ocasião ele afirmou categoricamente "O consórcio que está fazendo a obra é uma porcaria. A obra continua quase parada. Na sexta-feira, dia 20, conversei por telefone com o engenheiro Silvestre (um dos principais técnicos da CPTM) e ele também reclamou desse consórcio”.

Conforme prometia, cumpriu e agendou para o dia 28, às 15 horas na cidade a presença de dirigentes da CPTM e do titular da Secretaria de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernando Ribeiro Fernandes e dele espera solução para todo o problema. “Até uma nova licitação seria melhor que essa situação que estamos enfrentando”, queixou-se novamente.

Em conversas anteriores, a própria CPTM concordava com as queixas do prefeito. Nesse sentido é bastante provável que o secretário dos transportes metropolitanos traga alguma solução efetiva que dê conta de solucionar os problemas com a lentidão da reforma e que possa recuperar o tempo perdido.

Fora disso, o prefeito garantiu que poderá tomar medidas extremas e radicais com relação ao assunto, muito além dos mecanismos que a municipalidade e a própria CPTM que também condena o comportamento do consórcio tem nos contratos celebrados que inclui outros mecanismos além de multas.

“Trata-se de uma imperiosa necessidade para os ferrazenses que utilizam esse importante meio de transportes para se locomover e Ferraz não pode ser tratada com esse desleixo por uma empresa que se continuar assim irá certamente para o cadastro de empresas inidôneas, portanto, não podendo mais trabalhar com o poder público. Uma espécie de ficha suja empresarial”, concluiu.

Texto: J. de Mendonça Neto

Secom Ferraz de Vasconcelos

Read 838 times Ultima modificação Terça, 22 Maio 2012 04:43
Banner