Página Inicial | Mapa da cidade | Telefones Úteis | Fale conosco | Webmail | Horoscopo e tarot | chat | Receber noticias
Notícias :
Previous Next
Trem da Prevenção sai amanhã para combater a dengue no Rio
Ter, 05 de Fevereiro de 2013 20:16

A importância do combate à dengue durante o carnaval vai ser mostrada amanhã (6) aos passageiros do primeiro Trem da Prevenção deste ano, uma inciativa da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil em parceria com a Supervia, concessionária responsável pelos trens urbanos do Rio, e a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb).

Durante o percurso, entre  bairros da capital, os passageiros receberão folhetos educativos sobre prevenção a diversas doenças. Três estandes distribuirão material impresso sobre DST/aids, hipertensão, tabagismo e dengue, além de preservativos para a população.

Nesse percurso, entre as estações Piedade e São Francisco Xavier, agentes de vigilância em saúde e voluntários embarcarão nos vagões cantando marchinhas de carnaval, tendo como tema a  eliminação dos focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

De 1º de janeiro até o dia 2 deste mês, a Secretaria de Saúde do Rio de Janeiro registrou 10.144 casos suspeitos de dengue em todo o estado, dos quais 34 são considerados graves. Não houve registro de mortes. No mesmo período do ano passado, foram notificados 10.278 casos suspeitos de dengue no estado, também sem mortes. Em todo o ano de 2012, houve 184.123 casos suspeitos da doença e com 42 mortes no estado do Rio. As informações foram divulgadas hoje (5) em boletim da secretaria.

Segundo dados divulgados ontem (4) pela Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil, na capital, foram notificados 1.731 casos de dengue em janeiro, sem nenhum registro de óbito.

Outra iniciativa é a Campanha 10 minutos contra a Dengue, uma parceria entre o governo estadual e a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), que tem divulgado na rede social Twitter dicas de prevenção para a população. As recomendações incluem o uso de cimento ou areia nos cacos de vidro colocados em  muros para evitar o acúmulo de água e atenção às áreas de serviço, com baldes e bacias guardados sempre com a boca para baixo. A campanha ensina ainda a lavar uma vez por mês, com escova e sabão, os utensílios usados para armazenar água, como jarras e garrafas.

Agencia Brasil